World Championship 2018 - Lisboa

Publicado em 05-09-2018

Decorreu em Carnaxide, no Pavilhão Carlos Queiroz, o mundial de Stick Fighting entre os dias 18 e 22 de Julho de 2018. Este evento que contou com 184 atletas de 12 países diferentes (Alemanha, Austrália, Canada, Estados Unidos da América, França, Inglaterra, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, Suiça), bateu os records de participação registados até a esta data por parte da organização desportiva internacional GSBA- Global SticK & Blade Alliance.
Durante estes cinco dias, quem se dirigiu a este pavilhão pôde assistir às três disciplinas principais da modalidade: Formas, combate com bastão vivo e combate com bastão acolchoado.

Portugal participou com 52 atletas dos 6 aos 50 anos e arrecadou 49 medalhas (17 ouro, 15 prata, 17 bronze), sendo apenas suplantada, a nível europeu, pela Itália. Na classificação geral, em 12 países, Portugal ficou no 3º lugar, um excelente resultado tendo em conta que a comitiva lusa só participou em 50% das categorias.

Num desporto que tem vindo a crescer exponencialmente nos últimos anos, em 2014 Portugal participou, pela primeira vez, no Mundial (Roma) com apenas 1 atleta e só conseguiu alcançar o pódio em 2016 (Hawaii) através do atleta Carlos Dos Santos que conquistou o Ouro para Portugal. A nível Europeu Portugal já conta no seu palmarés com 5 títulos europeus, 2 vice-campeões europeus e um bronze. Desde o último europeu (2017-Polónia) a modalidade em Portugal tem vindo a ganhar mais atletas que se estendem a várias escolas de artes marciais do país.

A selecção nacional, para além dos atletas oriundos das diversas academias de artes marciais nacionais, conta com alguns militares da Unidade de Intervenção da #GuardaNacionalRepublicana, tendo sido a primeira vez que um mundial contou com atletas civis e militares.

Na cerimónia de abertura do mundial, decorreu uma breve demonstração de um projecto único, a nível mundial, de combate de bastão para pessoas com deficiência motora, Nuno Sobral é o primeiro atleta luso a abraçar esta modalidade. Este projecto está a ser desenvolvido pela GSBA Portugal, tendo sido elogiado por todos os países presentes neste evento e vai servir de modelo para os restantes países desta organização internacional.

A GSBA Portugal quer agradecer o desempenho fantástico de todos os atletas e aos voluntários que colaboraram na organização e desenvolvimento deste evento, elogiado por todos os países intervenientes e considerado o melhor mundial, até à data, tendo sido apelidado de "épico". Os directores da GSBA internacional referiram que o próximo país organizador vai "calçar um sapato gigante" após o mundial organizado pela GSBA Portugal" ;) Esta organização só foi possível com o apoio da #FIATFXP,#FONTEVIVA,#HSTICK e da Câmara Municipal de Oeiras.
Para além das fotos gerais do evento, neste álbum encontram-se todos os pódios das conquistas lusas.
Venha o Europeu 2019 em Itália e o mundial 2020 na Florida-USA.

Veja todas as fotos do open no nosso Facebook ou no nosso Site